Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


20
Set13

Em 25 anos de convivência diária com a minha Mãe, consigo contar pelos dedos das mãos as vezes em que ela chorou (diante de mim). A vida dela nunca foi fácil, aliás foi bastante difícil até (não me parece justo estar a contá-la aqui), mas posso dizer que ficou viúva com 25 anos e com 4 filhos, cenário difícil não é? Certamente que sim...aliás,dificílimo! No entanto lembro-me de ela me contar que pegava" numa cesta com a merenda" e levava os 4 filhos para a beira rio, para descontrair! A sério Mãe?, descontraías assim? Eu levo uma filha e um marido (que ajuda muito) e venho de lá mais cansada do que se tivesse ido ás vindimas. É que vou carregada de tralha e a piolha não pára quieta, para além dos contratempos que surgem (as mães sabem do que falo).

 

Durante esses 25 anos aconteceram imensas coisas boas e más, das boas ela riu tudo o que conseguiu (gargalhadas boas as daquela minha Mãe), nunca mais contemplei sorriso tão lindo (andam aí 8 dentinhos sorridentes que talvez consigam a proeza de a superar, parece-me a mim, mas sei lá se é a baba de outra Mãe a falar)!

Aquela minha Mãe não chorava...e eu que chorava por tudo e por nada (que vergonha)...ó valha-me Deus (dizia ela), é só uma novela Marisa, é só um filme Marisa, é só um torcicolo que o snoopy tem (o nosso cão)!, ó valha-me Deus, cala-te com a choradeira... que Maria Madalena!!!

O tempo foi passando e a minha Mãe não mudou muito, continuava a encarar as coisas com determinação quando a tarefa lhe era mais facilitada, e com frieza quando estava no seu limite...mas chorar?? Era o que faltava... !!Eu  cá também não mudei muito, continuava a chorar por tudo e por nada, com a agravante de já usar rímel!

O tempo continuou a passar (maldito, que ninguém o pára) e a minha Mãe ficou doente (se eu vos contasse as vezes que ela me fez rir e as vezes que eu chorei na frente dela , é vergonhoso eu sei, estou a escrevê-lo aqui mas não é com orgulho).

A minha Mãe partiu, e eu...chorei, chorei, dias, noites, meses...anos!

 

 

Hoje foi o dia do primeiro aniversário da Gabriela, tinha imaginado um passeio espectacular (sim com muitas fotos, e depois?), uma festinha com os primos, muitos sorrisos e boa disposição. Pela manhã quando o papá a foi buscar ao quarto,estava carregadinha de febre a pobrezinha (apeteceu-me chorar), mas é engraçado como se sobrepõe de imediato a essa vontade outra vontade de sorrir, de vermos a nossa filha bem, de a fazermos sentir confortável e sem receios, porque afinal de contas, não é nada, está tudo bem (conversa de Mãe)!

 

Agora,estava aqui a ver fotos dela e a fazer uma retrospectiva...já apanhámos alguns "sustos" com a nossa filha...mas, os sorrisos para ela chegam sempre antes do choro!

 

Bom, parece que ter uma filha foi o remédio...que pena que a minha não me viu" crescer " assim!!! Diria que a Maria Madalena virou Mãe!!!{#emotions_dlg.star}

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Sem imagem de perfil

De Marco a 20.09.2013 às 01:11

Comovente.
Sem imagem de perfil

De Ana Mota a 20.09.2013 às 01:28

Em primeiro lugar, parabéns por este primeiro ano de MÃE...tão bom!

Lembro-me tão bem de te dizer que tinha sido mãe pela 1ª vez aos 33 e pela 2ª vez aos 37...porque se falou nessa questão da idade/maternidade, e agora já tens uma filha linda com 1 anito, que maravilha, de facto.

Qto ao que escreves, fiquei mto comovida porque me revi em alguns (bastantes) momentos. Na parte de já não ter a minha mãe, na parte da vida difícil que ela teve...

O choro de mãe...não me lembro de ver a minha mãe chorar muitas vezes, mas vi-a muitas vezes triste e notava-lhe algum desespero em muitos dos momentos difíceis que passámos.

Qto a mim enquanto mãe, evito algumas vezes chorar ou ficar triste à frente delas, mas não sempre...elas vão perceber a minha fragilidade, as minhas angústias, conhecer alguns dos meus medos...não me parece que seja negativo, talvez percebam que as suas angústias, medos são normais...digo eu que não sou psicóloga.

Por outro lado tb me vêem a rir muito, a brincar, a dizer tonteiras.

Beijinhos especiais neste dia super especial.

Imagem de perfil

De Blog*da*Mary a 20.09.2013 às 01:39

Em primeiro lugar ...de onde tu vens sempre a tarde e a más horas? são horas de chegar a casa? Eu estou á espera das 2 da manha por causa da febre e do supositório da gabi :D

E depois em segundo lugar...eu também já chorei na frente dela pelos meus problemas (ela também precisa de saber que esta vida não é uma alegra), mas quando surgem os dela, a conversa é outra !! :)

Beijinhos e sim...temos algumas coisas em comum, temos , temos!!! várias até...
Sem imagem de perfil

De Elsa Mota a 21.09.2013 às 18:11

Realmente é só depois de se terem filhos que se compreende e se APRECIA a nossa mãe. A sua grandeza de espírito, a paciência e, principalmente... O mal que inconscientemente lhe fazemos e que ela perdoa sem hesitar. Ser mãe é, sem dúvida, a forma mais evidente de como se pode ser extremamente feliz e permanente sofredora...
E quantas vezes o somos em simultâneo!...
Imagem de perfil

De Blog*da*Mary a 21.09.2013 às 23:20

Tanta verdade Elsa , são assim como descreves, quase todas as Mães...a Mãe Raquel é...isso sei-o bem.

beijinhos
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.09.2013 às 23:15

Sem imagem de perfil

De Joana Oliveira a 24.09.2013 às 14:48

E sorrindo com os olhos rasos de água me deixaste.
Beijo grande nesse Imenso <3
Imagem de perfil

De Blog*da*Mary a 24.09.2013 às 16:08

joaninha, tudo o que me toca...toca-te!!
Sem imagem de perfil

De Joana Oliveira a 25.09.2013 às 07:47

Efectivamente...
Porque tal como tu... Sou uma chorona :)
Sem imagem de perfil

De Alexandra Lopes Amorim a 24.06.2014 às 12:18

Pois é. Ja minha sábia mae dizia que quando eu fosse mãe iria entende melhor certas coisas e situações. Parece facil mas nao é. Porque nos viramos do avesso para ver nossos filhos bem e felizes. E nessas alturas paramos para pensar em tudo que nossas mães por nos fizeram. Minha mae a minha frente raramente chorava. E eu em frente a meus filhos mesmo quando as coisas eram contra e corriam toas mal, raramente me viram chorar, tentava esboçar um sorriso, mesmo que forçado, para nao dar entender do menos bem que vivia. Ser-se mãe é sublime, o auge do amor incondicional, do sacrificio pelos nossos filhos, e o auge do entendimento daquilo que nossas mães, que Deus as tem, fizeram por nos, aumentando ainda mais o amor que lhes tinhamos. gostei do teu blog. Não pares de escrever. abraço

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


marguiv


marguiv


marguiv

Comentários recentes

  • Blog*da*Mary

    não percebi

  • Jorge

    É um adeus definitivo ou ainda existe a esperança ...

  • Calipso

    Está enorme! espero que esteja a correr bem. Há b...

  • Marta Moura

    Que fofa! :)

  • Ana Mota

    Concordo. Eu só compreendi por inteiro algumas sit...

  • Ana Mota

    Vai melhorar com toda a certeza! A MM tb está numa...

  • Ana Mota

    Dói ler estes relatos. Sinto-os. É muito difícil p...

  • Blog*da*Mary

    Obrigada Joaninha pelo carinho, estou aqui a conta...

  • Joana

    Pois é minha querida. Ainda bem que ela foi com a ...

  • omeumaiorsonho

    Lol até a mim deu me graça , imagino a cara do rap...

  • Blog*da*Mary

    As crianças são a melhor coisas do mundo...a segun...

  • Blog*da*Mary

    ui...e agora!!!!????!!!!

  • Angela

    Olha eu hoje consegui ser sincera ao dar a minha o...

  • Angela

    Ai que delícia a partilha destas desventuras da tu...

  • Anónimo

    Sempre à ordens, estou cá para isso! Sempre que pr...

  • Blog*da*Mary

    Não, estava convencida de que o facebook é o blog ...

  • Ana Mota

    Acho que fazes muito bem em registar as pérolas da...

  • Taras e Manias

    Não tens ar de inconveniente :)Sóniawww.tarasemani...

  • AMORXU

    olá :ppultimamente tenho estado sempre no teu blog...

  • Blog*da*Mary


marguiv


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D





Calendário

Setembro 2013

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930