Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

07
Set15

As Mães.

por Blog*da*Mary

10986430_387437471445612_2376912441213188434_n.jpg

Todas deveríamos de ser Mães antes de as nossas partirem, para darmos mais valor, para compensarmos as nossas ausências, para pedir desculpa pelos erros que cometemos quando éramos apenas filhas. Para agradecer a paciência que tiveram. Para beijar cada palavra sábia que rejeitamos quando ainda não compreendiamos verdadeiramente do que falavam. Para colocarmos os nossos filhos na cama e a seguir aninharmos-nos no colo delas a descansar...

Autoria e outros dados (tags, etc)

30
Set13

Prazer, eu sou a Mãe...

por Blog*da*Mary

 

 

A partir do momento em que somos abençoadas com a maravilhosa sensação de sermos Mães, passamos a ser "outra pessoa". E apesar de esta experiência maravilhosa influenciar cada uma de nós de maneira diferente, acredito que todas nos tornemos Mulheres mais felizes.

Quando nasceu a minha filha, renasci com um novo e gratificante papel...o papel de Mãe, descobri imensas coisas em mim...sentimentos que não sabia existirem...medos novos, paciência a triplicar, teimosia diminuída....e um amor que não se esgota, que se  regenera, revivifica, aumenta e se torna "mais perfeito" a cada dia de convivência "a duas" (a três ).

Ser Mãe não significa anularmo-nos, não, nem pensar...significa amarmo-nos mais ainda, gostarmos de nós e valorizarmo-nos desmedidamente por termos esta missão tão maravilhosamente mágica. Sabemos que daquele momento do nascimento em diante teremos alguém que nos vê como um exemplo...queremos amar-nos para que ele se ame, queremos respeitar-nos para que ele se respeite...queremos ser felizes para que ele seja feliz!

Talvez muita coisa que gostávamos de fazer, fique agora para um segundo plano, isso é certo, mas talvez não o possamos apenas fazer com a mesma frequência de antes.

No meu caso pessoal, a reestruturação da nossa vida enquanto casal não sofreu um grande impacto, pela falta de rotina no nosso casamento. Somos mais como dois colegas de casa que se amam profundamente e se sentem imensamente atraídos um pelo outro, mas que não deixam que nenhum dos dois influencie demasiado a vida do outro, estamos muitas horas juntos e a fazer coisas a dois, mas só porque é bom e não porque o" manual do casamento "exige! E desta forma sim, algumas coisas mudaram, deixa-me cá lembrar de duas ou três... :- Já não vamos (os dois, vai só um) buscar um kebab ou um sundae ás duas da manhã. Já não vemos um filme sem fazer "pause" três ou quatro vezes. Já não vamos passar férias e fins de semana a dois (mas isso é porque sentimos a falta dela), já não fazemos imenso barulho depois das 21:00!

Mas ...ainda vamos ao cinema e ao teatro, vemos series em episódios repartidos, fumamos cigarrilhas e bebemos vinho do porto na varanda, eu vou ao facebook ,blog e pesquiso na net coisas sem fim (durante horas, horas essas em que ele joga na x.box). Damos gargalhadas debaixo dos cobertores e ainda deixamos aquela desculpa da dor de cabeça de lado...passamos a fazer algo do género: xiuuu, não ouviste nada?É a tua filha que está meio acordada, nada de barulho {#emotions_dlg.secret}{#emotions_dlg.lol}.

Agora, que conheço a minha filha, compreendo porque muitas vezes estando bem ,sentia aquele vazio do "parece que me falta algo"... da mesma forma que agora, quando surge algum problema se torna mínimo ao pensar que no quão abençoada sou .

Sinto-me completa e sei que tudo o que "não posso fazer" que antes fazia é uma coisa insignificante comparada com o que antes não podia sentir e que agora sinto.

Não me importo nada de em muitos lugares em vez de ser tratada por Marisa, ser tratada por Mãe...sou muita coisa...esposa, amiga, colega, tia, doida...mas da que mais me orgulho é desta mesma...a de ser Mãe!{#emotions_dlg.inlove}

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

20
Set13

Em 25 anos de convivência diária com a minha Mãe, consigo contar pelos dedos das mãos as vezes em que ela chorou (diante de mim). A vida dela nunca foi fácil, aliás foi bastante difícil até (não me parece justo estar a contá-la aqui), mas posso dizer que ficou viúva com 25 anos e com 4 filhos, cenário difícil não é? Certamente que sim...aliás,dificílimo! No entanto lembro-me de ela me contar que pegava" numa cesta com a merenda" e levava os 4 filhos para a beira rio, para descontrair! A sério Mãe?, descontraías assim? Eu levo uma filha e um marido (que ajuda muito) e venho de lá mais cansada do que se tivesse ido ás vindimas. É que vou carregada de tralha e a piolha não pára quieta, para além dos contratempos que surgem (as mães sabem do que falo).

 

Durante esses 25 anos aconteceram imensas coisas boas e más, das boas ela riu tudo o que conseguiu (gargalhadas boas as daquela minha Mãe), nunca mais contemplei sorriso tão lindo (andam aí 8 dentinhos sorridentes que talvez consigam a proeza de a superar, parece-me a mim, mas sei lá se é a baba de outra Mãe a falar)!

Aquela minha Mãe não chorava...e eu que chorava por tudo e por nada (que vergonha)...ó valha-me Deus (dizia ela), é só uma novela Marisa, é só um filme Marisa, é só um torcicolo que o snoopy tem (o nosso cão)!, ó valha-me Deus, cala-te com a choradeira... que Maria Madalena!!!

O tempo foi passando e a minha Mãe não mudou muito, continuava a encarar as coisas com determinação quando a tarefa lhe era mais facilitada, e com frieza quando estava no seu limite...mas chorar?? Era o que faltava... !!Eu  cá também não mudei muito, continuava a chorar por tudo e por nada, com a agravante de já usar rímel!

O tempo continuou a passar (maldito, que ninguém o pára) e a minha Mãe ficou doente (se eu vos contasse as vezes que ela me fez rir e as vezes que eu chorei na frente dela , é vergonhoso eu sei, estou a escrevê-lo aqui mas não é com orgulho).

A minha Mãe partiu, e eu...chorei, chorei, dias, noites, meses...anos!

 

 

Hoje foi o dia do primeiro aniversário da Gabriela, tinha imaginado um passeio espectacular (sim com muitas fotos, e depois?), uma festinha com os primos, muitos sorrisos e boa disposição. Pela manhã quando o papá a foi buscar ao quarto,estava carregadinha de febre a pobrezinha (apeteceu-me chorar), mas é engraçado como se sobrepõe de imediato a essa vontade outra vontade de sorrir, de vermos a nossa filha bem, de a fazermos sentir confortável e sem receios, porque afinal de contas, não é nada, está tudo bem (conversa de Mãe)!

 

Agora,estava aqui a ver fotos dela e a fazer uma retrospectiva...já apanhámos alguns "sustos" com a nossa filha...mas, os sorrisos para ela chegam sempre antes do choro!

 

Bom, parece que ter uma filha foi o remédio...que pena que a minha não me viu" crescer " assim!!! Diria que a Maria Madalena virou Mãe!!!{#emotions_dlg.star}

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


marguiv


marguiv


marguiv

Comentários recentes

  • Blog*da*Mary

    não percebi

  • Jorge

    É um adeus definitivo ou ainda existe a esperança ...

  • Calipso

    Está enorme! espero que esteja a correr bem. Há b...

  • Marta Moura

    Que fofa! :)

  • Ana Mota

    Concordo. Eu só compreendi por inteiro algumas sit...

  • Ana Mota

    Vai melhorar com toda a certeza! A MM tb está numa...

  • Ana Mota

    Dói ler estes relatos. Sinto-os. É muito difícil p...

  • Blog*da*Mary

    Obrigada Joaninha pelo carinho, estou aqui a conta...

  • Joana

    Pois é minha querida. Ainda bem que ela foi com a ...

  • omeumaiorsonho

    Lol até a mim deu me graça , imagino a cara do rap...

  • Blog*da*Mary

    As crianças são a melhor coisas do mundo...a segun...

  • Blog*da*Mary

    ui...e agora!!!!????!!!!

  • Angela

    Olha eu hoje consegui ser sincera ao dar a minha o...

  • Angela

    Ai que delícia a partilha destas desventuras da tu...

  • Anónimo

    Sempre à ordens, estou cá para isso! Sempre que pr...

  • Blog*da*Mary

    Não, estava convencida de que o facebook é o blog ...

  • Ana Mota

    Acho que fazes muito bem em registar as pérolas da...

  • Taras e Manias

    Não tens ar de inconveniente :)Sóniawww.tarasemani...

  • AMORXU

    olá :ppultimamente tenho estado sempre no teu blog...

  • Blog*da*Mary


marguiv


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D





Calendário

Setembro 2015

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930